Timóteo terá mais um ponto de apoio para o enfrentamento às arboviroses

A partir de segunda-feira (15) o Município passa a contar com um novo Ponto de Apoio no Combate às Arboviroses, que funcionará das 13h às 20h30 no Centro de Saúde João Otávio
PMT
I033180.JPG
Centro de Saúde João Otávio

Em mais uma iniciativa para atender ao grande número de pessoas com sintomas de dengue e chikungunya, a Prefeitura de Timóteo, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Qualidade de Vida, abrirá a partir da segunda-feira, dia 15 de janeiro, o novo Ponto de Apoio no Combate às Arboviroses. 

A nova estrutura funcionará no Centro de Saúde João Otávio (Avenida Vinte, nº 136, no bairro Olaria), das 13h às 20h30, exclusivamente para atender moradores com febre alta; dores musculares intensas; dor ao movimentar os olhos; mal-estar; falta de apetite; dor de cabeça e manchas vermelhas no corpo.

Em mais uma iniciativa do Município para mitigar os efeitos das doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti, o local conta com equipamentos e medicamentos, além de profissionais capacitados para o atendimento desse público específico.

Anteriormente, o Município já havia estendido o horário de funcionamento das UBS do Ana Rita, Limoeiro e Cachoeira do Vale, entre 17h e 20h30. Com a abertura desse novo Ponto de Apoio no Combate às Arboviroses, o cidadão timoteense poderá contar com mais um serviço no enfrentamento à dengue e à chikungunya.

A medida se fez necessária em virtude da sobrecarga de usuários que a UPA Geraldo dos Reis Ribeiro tem recebido neste momento crítico. Essa sobrecarga tem prejudicado o atendimento de pacientes com outras enfermidades mais graves e urgentes. 

Com a demanda acima do normal, o tempo de espera na UPA aumentou consideravelmente prejudicando a rotina e o fluxo assistencial. “Os moradores devem buscar as Unidades Básicas de Saúde em um primeiro momento, pois a UPA é para os casos de emergência e urgência, conforme protocolo de acolhimento com classificação de risco”, informa a Secretaria de Saúde.

A indicação é que as pessoas que estejam sentindo os sintomas clássicos da dengue ou chikungunya procurem sua Unidade Básica de Saúde de referência, pois elas estão preparadas para esse atendimento inicial. 

Já nos casos de sintomas graves como sangramentos, convulsões, queda da pressão arterial, perda de consciência, e outros, o atendimento deverá ser realizado na UPA e no Hospital e Maternidade de Timóteo.

Fonte : PMT

Compartilhe:

Galeria de Imagem